Fechar rede
Siga-nos
Governo do Estado do Rio de Janeiro
Menu
Home Busca Menu Redes
 Covid-19: 76 mil doses da vacina Pfizer pediátrica baby chegam ao depósito da Secretaria de Estado de Saúde 11/11/2022 Covid-19: 76 mil doses da vacina Pfizer pediátrica baby chegam ao depósito da Secretaria de Estado de Saúde Imunizante será aplicado em crianças entre 6 meses e menores de 3 anos com comorbidades

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-RJ) recebeu, na tarde desta sexta-feira (11), as 76 mil doses da vacina Pfizer disponibilizadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde para imunização de crianças de 6 meses a 2 anos, 11 meses e 29 dias de idade que tenham comorbidades.

O lote foi encaminhado para a Coordenação Geral de Armazenagem da SES (CGA), em Niterói, onde estará disponível para os municípios retirarem a partir das 19h desta sexta-feira, mediante agendamento.

Em 27 de outubro, o Ministério da Saúde recebeu o primeiro lote de vacinas Covid-19 para crianças de seis meses a menores de três anos. Os imunizantes são produzidos pela Pfizer e autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para aplicação em crianças de 6 meses a 3 anos.
As orientações para aplicação, público-alvo e distribuição das vacinas proporcionalmente por estado e Distrito Federal foram publicadas pelo Ministério da Saúde na Nota Técnica 114/2022-DEIDT/SVS/MS. O esquema de vacinação proposto pelo fabricante é uma série primária de três doses, em que as duas doses iniciais devem ser administradas com quatro semanas de intervalo, seguidas por uma terceira dose administrada pelo menos oito semanas após a segunda dose para esta faixa etária.

Em 9 de novembro, a Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério divulgou o Ofício 242/2022, no qual lista as comorbidades:

- Diabetes;
- Pneumopatias crônicas graves;
- Hipertensão arterial resistente;
- Hipertensão arterial estágio 3;
- Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo;
- Imunocomprometidos;
- Doença renal crônica;
- Doenças neurológicas crônicas;
- Hemoglobinopatias graves;
- Obesidade mórbida;
- Síndrome de Down;
- Cirrose hepática; e
- Doenças cardiovasculares, como insuficiência cardíaca (IC) e cardiopatias congênitas.

Telefones úteis